O que é Kata?

Fisicamente, os KATA são combinações de movimentos de ataque e defesa previamente estabelecidas, com deslocamento em várias direções e ângulos conforme cada KATA, com o objetivo de desenvolver a coordenação motora, estética postural e a agilidade.

 

Espiritualmente esses treinamentos objetivam, em primeiro lugar a cortesia, representada pela atitude do karateca sempre começar e terminar com comprimento, mesmo estando sozinho. Este comportamento expressa seu sentimento de respeito com sigo próprio; o ato que está a realizar; para com a roupa que está vestindo; e para com o local onde está treinando.

 

Ainda como o conteúdo do treinamento espiritual, o karateca deverá executá-lo como uma luta imaginária, onde seus adversários situam-se em várias direções e posições, sendo que nos seus movimentos deverá demonstrar coragem e confiança, como se seus adversários fossem reais e o combate de vida ou morte.

 

Jamais deveremos treinar KATA sem estarmos embuídos deste sentimento, se assim não fizermos, os golpes perderão sua essência e sentido de aplicação, tornando-se assim, pura coreografia. Executar o KATA, não é apenas desenhar com o nosso corpo a forma postural, mas aliar esta forma ao espírito do “BUDO”, ao coração a vontade de vencer.

 

O treinamento do KATA , exige a mesma seriedade e cuidados que o treinamento para o Kumite, pois também é seu objetivo, a aplicação das técnicas assimiladas em combates reais. Na prática do KATA, devemos manter o KI (espírito), do início da seqüência até o final e para tanto é muito importante a concentração mental. Unir o movimento do golpe à respiração adequada, à concentração mental, à força, ao KIME.

 

O KIME exercitado quando da execução do KATA, materializa aspectos da própria personalidade do karateca, aquele que tem a personalidade fraca, sempre o fará sem força, determinação, ou a necessária atenção. Já o homem forte, se impõem, demonstra força interior exteriorizando-se a cada movimento, com atenção, cortesia, civilidade e humildade. Devemos procurar sermos forte, porém acima de tudo socialmente educados. o espírito do Karate, associa-se à cortesia.

 

Pôr sua própria essência, os KATA fisicamente podem ser divididos em duas categorias:

  • Shorei-Ryu Katas: onde estão contidos aqueles apropriados para o desenvolvimento físico e que visam fortalecimento dos músculos e ossos. Geralmente pessoas de conformação física grande e pesada o preferem.
  • Shorin-Ryu Kata: são aqueles que objetivam desenvolver reflexo rápido, habilidade e agilidade. Nessa características pessoas mais leves e rápidas executam melhor esses Katas.

 

Os KATA do primeiro grupo, evidenciam a força e dignidade, quando corretamente executados. Os do grupo caracterizam a criatividade, a animação, a coordenação rítmica. Os efeitos da prática diária são cumulativos, mesmos se treinarmos apenas poucos minutos pôr dia, com sinceridade e dedicação. O KATA possui 3 funções educativas:

Educar o físico: A prática diária traz-nos maior resistência, postura, explosão muscular, flexibilidade, e aperfeiçoamento das técnicas, melhorando nosso condicionamento físico para a prática deste esporte.

Educar o espírito: Através dos movimentos conseguimos exteriorizar sentimentos e emoções muitas vezes nociva para nós e para sociedade, ajudando-nos a nos aliviar do “stress” e muitas outras “doenças da alma”. Prova disso é o fato de nenhum KATA começar com ataque, e sim, com uma defesa. Nos mostrando nitidamente que o uso da técnica de Karate é para defesa e nunca para agressão. Devemos deixar o espírito sempre sereno e tranqüilo, para que as emoções não interfiram em nossas atitudes.

Educar o raciocínio: A cada Kata que se aprende exige-se uma maior esforço para memorizarmos: ritmo, tempo, respiração, direção, e objetivo de cada movimento. O fato dos KATAS HEIAN sempre começar pelo lado esquerdo mostrar-nos a preocupação de valorizarmos o lado emocional, pois estando o espírito calmo e sereno, teremos melhor condições de raciocinarmos melhor, e com menos chance de erro, bem como não prendermos a valores materiais.

 

O TREINAMENTO Para iniciarmos o treinamento de qualquer KATA, devemos manter o corpo totalmente relaxado, principalmente os ombros e quadris. O único ponto do corpo onde devemos concentrar a força, é o centro de gravidade, denominado TANDEN. Desta forma o karateca estará com o corpo preparado e o espírito alerta. A este espírito alerta, denomina-se ZANSHIN.

Para a boa execução do KATA, devemos atentar para os seguintes itens:

– Seqüência correta: O número de técnicas e seqüência dos movimentos não podem ser modificados nem suprimidos. Devem ser totalmente executados. A seqüência do KATA tem um local previamente determinado para começar e neste mesmo lugar, deverá terminar.

– Significado de cada movimento: Cada movimento de ataque e defesa deve ser claramente entendido, sem perder nem fugir das suas características.

– Consciência do objetivo do KATA: O karateca precisa conhecer o objetivo, para que serve a técnica do golpe que está a executar naquele momento.

– Ritmo e tempo: O ritmo é próprio de cada KATA e o corpo precisa ter flexibilidade, não estar excessivamente tenso, observando os seguintes fatores: uso correto da força, rapidez ou lentidão apropriados na execução das técnicas, e, expansão e contração dos músculos.

– Respiração adequada: A respiração deverá ser modificada com troca de cada situação,, adotando-se respiração breve e curta, quando o golpe é rápido e respiração alongada para golpes lentos e longos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *